Unidade:

Produção de leite é discutida em palestra na 7ª Kolonie Fest

Data de Publicação: 08/08/2017.

       O Brasil é conhecido internacionalmente por ocupar a quarta posição na produção de leite segundo dados fornecidos pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. Pensando neste cenário e suas transformações, o CESURG em parceria com a Secretaria de Agricultura de Nova Boa Vista promoveram a palestra "Fatores fundamentais para maximizar a produção de leite por Hectare", ministrada por Letícia Ré Signor, engenheira agrônoma, especialista em Nutrição de Bovinos Leiteiros.

       A palestra ocorreu na manhã de sexta-feira (28), durante a programação da 7ª Kolonie Fest, evento em Nova Boa Vista que contou com o apoio do Centro de Ensino Superior Riograndense. A explanação versou sobre a produtividade de leite por hectare (ha), levando em consideração como os indicadores permitem que os produtores rurais consigam comparar a produção de leite com outras culturas, como a soja, a principal cultura na região. Letícia afirma que para a construção desses indicadores é necessário maximizar três fatores "ter o solo com a fertilidade corrigida, escolher a forragem que tenha um alto potencial produtivo, bem como dar condições para que essas forrageiras expressem esse potencial de produção e a escolha de animais que tenham uma boa genética para que aumente a taxa de lotação por hectare", complementa a especialista.

       Em conformidade com as melhorias citadas pela palestrante, os produtores rurais podem aumentar a produtividade fazendo com que seja possível ampliar o número de animais em um mesmo espaço, aumentando dessa forma a produção leiteira por hectare e sobrando uma boa margem de lucro para o produtor.

       Segundo Letícia, a produtividade no Estado ainda pode ser considerada baixa por área, mas com o investimento correto é possível obter uma boa produtividade. "Já sabemos que é possível uma alta produção de leite por hectare chegando a uma produtividade de 30/40 mil l/ha ano e sendo possível converter em uma renda de 7 mil reais  hectare ano. Esse valor é o equivalente a  90 sacas de soja por hectare".  A palestrante afirma ainda que todo esse investimento depende também do próprio produtor rural, sendo que ele deve acreditar e trabalhar para que esse objetivo seja alcançado. 

       Para a coordenadora do curso de Agronomia do CESURG, Valéria Ghissi Mazzetti, a discussão é de extrema importância para pensar a qualidade da cadeia leiteira na atualidade. "O produtor rural precisa pensar na cadeia produtiva do leite desde a pastagem até a distribuição. É importante pensar que o manejo do solo realizado com suporte técnico vai gerar bons resultados tanto na qualidade quando na produtividade do leite", argumenta Valéria.

Galeria de Imagens: